Vitamina D na nutrição

A vitamina D, também conhecia como calciferol, possui um papel muito importante em nosso organismo, controlando o nível de cálcio e fósforo no sangue e sendo fundamental na saúde dos ossos. Diz-se que a vitamina D é um pré-hormônio, sendo sintetizada com a luz do sol (raios ultra-violetas), se tornando, após a reação, o hormônio […]

Artigo escrito por Estética Brasil

A vitamina D, também conhecia como calciferol, possui um papel muito importante em nosso organismo, controlando o nível de cálcio e fósforo no sangue e sendo fundamental na saúde dos ossos. Diz-se que a vitamina D é um pré-hormônio, sendo sintetizada com a luz do sol (raios ultra-violetas), se tornando, após a reação, o hormônio ativo que é. Existem várias formas de vitamina D descobertas, sendo as principais: D2 (colecalciferol) e a D3 (colecalciferol). A vitamina D também tem uma grande importância nas funcões metabólicas, cardíacas, musculares e neurológicas.


Sinais de deficiência
:

  • raquitismo em crianças;
  • espasmos musculares;
  • osteomalácia e osteoporose em adultos;
  • crescimento e reparação dos ossos anormal;
  • pressão alta, tuberculose, depressão; (em estudo)

Sinais de Excesso:

  • insuficiência renal;
  • ardência na pele;
  • fraqueza óssea e muscular;
  • sede;
  • nervosismo;
  • aumento da micção;
  • vômitos e náuseas;

Necessidade diária:

Em bebês e crianças com idade de até 10 anos recomenda-se uma alimentação normal e uma boa dose de luz solar. Para crianças e adultos (homens e mulheres) com idade de 11 até 50 anos recomenda-se 5mg/dia, 10mg/dia para mulheres e homens com idade entre 51 e 70 anos e 15mg/dia para pessoas acima de 70 anos.

Principais fontes alimentares:

  • gema de ovo;
  • óleos de fígado de peixe;
  • salmão, sardinha;
  • leite (de preferência enriquecido);
Nenhum comentário ainda.

Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu comentário

*